Cozinha sem desperdício

August 30, 2017

 

Quando se fala em desperdício de alimentos, vem logo na cabeça aquele aviso no buffet de sushi “o desperdício será cobrado”. Mas você sabia que o desperdício dos alimentos pode ser evitado muito antes disso? Desde a produção em excesso, passando pela perda durante o transporte e armazenagem até o desperdício na própria cozinha. E é justamente da cozinha que vamos falar porque é nesse momento que temos a oportunidade de mudar nossa atitude. O descarte de cascas, raízes, sementes, folhas e talos que poderiam ser aproveitados é prática comum nas casas e restaurantes dos brasileiros, mas o que nem todos sabem é que essas partes não só são comestíveis, como muito vezes são ainda mais nutritivas que as partes ditas convencionais. 

 

O conceito de alimentação sustentável vai de encontro à essa prática, e propõe o aproveitamento integral dos alimentos. Para isso é preciso planejamento na hora de ir ás compras, na conservação e no preparo das refeições, e os benefícios são muitos: menos “lixo” gerado, menos dinheiro gasto e refeições mais nutritivas. Além dos benefícios próprios, o desperdício de alimentos é um problema no mundo: são jogados fora 1,3 toneladas de alimentos no mundo todo ano. Enquanto isso, são gastos em média R$748,00 por mês na compra de alimentos por uma família brasileira, e desse valor, R$90,00 poderiam ser os alimentos fossem melhor aproveitados. Individualmente, cada brasileiro gera em torno de um quilo de lixo por dia e cerca de 58% desse total é representado por lixo orgânico formado por restos de alimentos.    

 

Depois dos dados alarmantes sobre desperdício de alimentos e de todos os benefícios da cozinha sem desperdício, só falta colocar o conceito em prática. Pra te ajudar, selecionamos duas receitas, uma doce em uma salgada, muito simples e gostosas pra você perder o medo de cascas e talos.

 

Geléia de casca de melão

 

Ingredientes:

1 xícara (chá) de cascas de melão, bem lavadas e picadas

1 xícara (chá) de água

1 1/2 xícara (chá) de açúcar

1 pau de canela

3 cravos da índia

Preparo:

Bata as cascas com a água no liquidificador. Leve ao fogo com o açúcar, a canela e os cravos, cozinhando em fogo brando e mexendo sempre, até dar o ponto de geléia. 

 

Cascas que também podem ser utilizadas: maçã, pera e goiaba.

 

Bolinho de talos e folhas

 

Ingredientes:

3 ovos bem batidos

2 xícaras (chá) de talos ou folhas bem lavados e picados

6 colheres (sopa) de farinha de trigo

1/2 cebola picada

2 colheres (sopa) de água

Sal a gosto

Óleo para fritar.

Preparo:

No caso de talos, cozinhe-os antes até que fiquem al dente. Misture todos os ingredientes e use uma colher para fazer bolinhos, fritando-os em óleo bem quente. Escorra em papel absorvente.

 

Os bolinhos podem ser feitos com talos de couve, couve-flor, acelga e/ou agrião, folhas de cenoura, beterraba, nabo e/ou rabanete.

 

Gostou da ideia? Nesse site você encontra uma tabela informativa com o percentual de nutrientes contidos em partes não convencionais dos alimentos.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Do conceito da coleção às peças na arara: conheça nosso processo de criação!

June 24, 2020

1/7
Please reload

Posts Recentes